Variante BA.5 põe mundo em alerta para mais uma onda de contágios de Covid-19

Ao longo dos últimos dois anos e meio, ondas repetidas de Covid-19 vitimaram milhões de pessoas, com as vacinas ajudando a diminuir o número de mortes. Agora o vírus está se espalhando novamente – evoluindo, driblando a imunidade e gerando um aumento nos casos e hospitalizações. A versão mais recente de sua mutação, a variante BA.5, é mais um sinal de que ainda vivemos uma pandemia.

A variante BA.5 agora é responsável por cerca de 65% dos casos de COVID-19 nos EUA, de acordo com os dados mais recentes dos Centros de Controle e Prevenção de Doenças (CDC). Enquanto isso, a variante BA.2.12.1 , que causou a grande maioria dos casos há apenas um mês, agora representa apenas cerca de 17% dos casos.

Ramificação do ômicron, a BA.5 está impulsionando um aumento global de casos – 30% nas últimas quinzenas, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS).

Eric Topol, cardiologista e professor de medicina molecular da Scripps Research, chamou a BA.5 de “a pior versão do vírus que já vimos”. Em outras palavras, a variante pode facilmente driblar a imunidade de infecções e vacinas anteriores, aumentando o risco de reinfecção.

Volta das medidas protetivas

Não à toa, a OMS (Organização Mundial da Saúde) disse esta semana em um Comitê de Emergência que o mundo precisa se preparar para uma nova onda de casos de covid-19 pelo mundo, que será causada pelas subvariantes da cepa ômicron.

Em nome do Diretor-Geral da OMS, o Diretor Executivo do Programa de Emergências em Saúde da OMS Dr. Michael J. Ryan expressou preocupação com a atual situação epidemiológica global do COVID-19. Os casos de COVID-19 relatados à OMS aumentaram 30% nas últimas duas semanas, em grande parte impulsionados pelo Omicron BA.4, BA.5 e outras linhagens descendentes, além da suspensão das medidas sociais e de saúde pública

Segundo os participantes do Comitê de Emergência, a transmissibilidade do vírus SARS-CoV-2 permanece imprevisível à medida que o vírus continua a evoluir, por meio da transmissão sustentada na população humana e em animais domésticos.

Por essas razões, o Comitê destacou a necessidade de todos os Estados continuarem a aplicar medidas de proteção coletiva e individual de maneira contínua.

O diretor do Instituto Nacional de Alergia e Doenças Infecciosas dos EUA, Dr. Anthony Fauci, reconheceu que a BA.5 – e futuras variantes do COVID-19 – continuarão a aparecer enquanto o vírus se espalhar sem controle.

Fontes:

https://www.cnnbrasil.com.br/saude/variante-ba-5-demonstra-maior-capacidade-de-escapar-das-vacinas-diz-imunologista/

https://edition.cnn.com/2022/07/13/world/coronavirus-newsletter-intl-07-13-22/index.html

https://www.today.com/health/health/ba5-variant-much-vaccines-previous-infection-protect-rcna37600

https://www.businessinsider.com/fauci-prior-omicron-infection-doesnt-give-good-protection-against-ba5-2022-7