Superfungo: Anvisa confirma surto de Candida Auris no Brasil

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) informou, nesta terça-feira (11), que foi confirmado o terceiro surto do fungo Candida auris no Brasil.

https://www.gov.br/anvisa/pt-br/assuntos/noticias-anvisa/2022/confirmado-novo-caso-decandida-aurisno-brasil

De acordo com a Anvisa, o caso ocorreu em um hospital da rede pública de Recife, em Pernambuco. A confirmação do caso foi realizada pelo Laboratório Central de Saúde Pública Prof. Gonçalo Moniz (Lacen/BA), referência na área. Outro caso suspeito está em investigação laboratorial.

A nota esclarece que, apesar de no momento haver só um caso confirmado e outro em análise no Brasil, pode-se considerar que há um surto de Candida auris porque a definição epidemiológica de surto abrange não apenas uma grande quantidade de casos de doenças contagiosas ou de ordem sanitária, mas também o surgimento de um microrganismo novo na epidemiologia de um país ou até de um serviço de saúde – mesmo se for apenas um caso.

Candida auris é conhecido como “superfungo” pois além de ser altamente contagioso, não reage a medicamentos comuns, usados para tratar doenças causadas por outras espécies de Candida.

Isolado pela primeira vez em 2009, quando infectou uma mulher japonesa de 70 anos, começou a se espalhar pelo continente asiático e, em 2016, já tinha chegado a países como Estados Unidos, Coreia do Sul, Índia e Inglaterra.

O fungo causa preocupação especialmente em espaços hospitalares, porque há grande dificuldade para exterminá-lo do ambiente e porque ele atinge principalmente pessoas imunossuprimidas.

Prevenção

O nível requerido de descontaminação para os ambientes ligados à saúde é extremamente alto e as exigências sobre o uso de qualquer tecnologia de descontaminação são bastante rígidas.

Diante alto nível de vulnerabilidade, tecnologias ativas de descontaminação do ar interior se mostram indicadas e necessárias no caso de hospitais, pois diminuem drasticamente o tempo de exposição humana ao vírus presente no ar e nas superfícies.

Alguns dos maiores e melhores hospitais do Brasil fazem uso da tecnologia ActivePure de descontaminação do ar, que conta com a aprovação do FDA (a Anvisa americana) e é capaz de eliminar diversos patógenos, dentre eles o Sars Cov 2 e o superfungo Candida Auris, bactérias e fungos, em até 99. 9% no ar e em superfícies.

A tecnologia funciona continuamente em ambientes ocupados, ou seja, protege os ocupantes em tempo integral. Sua ação se dá de maneira ativa, não sendo necessário esperar que os patógenos passem pelos filtros do sistema de ventilação. As partículas emitidas por ActivePure, totalmente inócuas aos seres humanos, vão de encontro aos contaminantes eliminando-os em tempo recorde.

Patenteada nos EUA, a tecnologia ActivePure é a única de sua classe reconhecida pela Space Foundation como Certified Space Technology, compondo o Space Foundation Hall of Fame. 

A Ecoquest, parceira da ActivePure Technologies, é a única distribuidora da tecnologia no Brasil. Para saber mais, entre em contato.

Confira o estudo científico sobre a eficácia de ActivePure na eliminação do Candida auris:

https://www.ecoquest.com.br/wp-content/uploads/2022/01/Candida-auris-Final-Study-Report.pdf