Casa Branca se manifesta mais uma vez sobre a importância da Qualidade do Ar de Interiores em tempos de Covid-19

Desde o ano passado a administração Biden-Harris identificou a melhoria da qualidade do ar interno como uma ferramenta importante para combater a propagação do coronavírus.

Um post publicado recentemente no site da Casa Branca chamou a atenção novamente para a relevância da qualidade do ar de interiores no que se refere à mitigação das transmissões de covid -19.

Assinado pelo Dr. Alondra Nelson, chefe do Escritório de Política Científica e Tecnológica da Casa Branca e vice-assistente do presidente, o texto lança um apelo a todos os cidadãos americanos a agirem coletivamente para conscientizar amigos, familiares, vizinhos e colegas de trabalho sobre o que se pode fazer para tornar ambientes fechados mais seguros.

O texto evidencia também que melhorar a qualidade do ar interno traz benefícios além do COVID-19: reduz o risco de gripe, resfriado comum ou outras doenças transmitidas pelo ar e leva a melhores resultados gerais de saúde.

Segundo Dr. Alondra Nelson, estas são as medidas básicas:

  • Ventilação: O ar interno se movimenta menos do que o ar externo, portanto as partículas de vírus ficam suspensas no ar em maiores concentrações. Estratégias de ventilação que trazem mais ar externo podem dispersar partículas virais e diminuir o risco de as pessoas inalarem ou serem infectadas pelos olhos, nariz ou boca. 
  • Filtragem de ar: O uso de filtros de ar de alta qualidade como HEPA ou MERV-13 – conectados a sistemas HVAC ou purificadores de ar portáteis – para remover partículas de vírus do ar interno também é importante. A filtragem é uma ótima ferramenta para complementar a ventilação ou para adaptar uma ventilação momentaneamente inadequada – por exemplo, se temperaturas extremas, fumaça de incêndio ou poluição externa fizerem com que você não queira abrir uma janela.
  • Desinfecção do ar: Ao inativar vírus transportados pelo ar através de métodos como a luz ultravioleta germicida (UVG)  pode-se adicionar outra camada de proteção em espaços internos.

Desinfecção do ar: Sistemas Ativos X Sistemas Passivos

No entanto, por serem sistemas passivos, as lâmpadas UVG possuem algumas limitações. Elas só produzem efeito quando as partículas contendo carga viral chegam até o filtro de ar.

Até isso acontecer, o vírus pode ter permanecido um tempo considerável em suspensão, expondo os ocupantes. Já sistemas ativos de desinfecção do ar agem de maneira muito mais rápida, indo ao encontro dos microorganismos nocivos à saúde.

Por isso a Ecoquest disponibiliza no Brasil a tecnologia Active Pure / IRC, uma solução prática, sustentável, que protege com muito mais rapidez e eficiência, promovendo desinfecção do ar interior de maneira contínua em ambientes ocupados.

Para saber mais, fale conosco.