Participação da Ecoquest na Febrava ficou acima das expectativas

O diretor geral da Ecoquest Henrique Cury afirmou que a participação na 21ª Febrava ficou acima das expectativas da empresa. As novidades apresentadas no evento como a terceira geração da tecnologia de descontaminação fotocatalítica (IRC), a fita mini-led e o sistema de monitoramento desenvolvido em parceria com a USP (Universidade de São Paulo) chamaram a atenção de muitos visitantes. O estande foi bastante procurado durante os quatro dias da feira, realizada de 10 a 13 de setembro.

“A decisão de lançar nossa nova linha de produtos para descontaminação do ar durante a Febrava se mostrou mais que acertada. Recebemos em nosso estande um público bastante qualificado, que nos possibilitou contato com potenciais novos clientes, além de fortalecer as relações com empresas que já são parceiras. Participamos de edições anteriores e o fato de o evento deste ano ter contribuído para o sucesso de nossa estratégia nos motiva a participar das próximas edições”, disse.

Cury e o diretor Nacional de Vendas da Ecoquest, Manoel Gameiro, também participaram do 19° Encontro Nacional de Empresas Projetistas da ABRAVA 2019, realizada simultaneamente à Febrava. Ambos ministraram palestra intitulada “A Nova Geração de Tecnologias Ativas para o setor Hospitalar”.

A nova linha de descontaminação fotocatalítica é mais eficiente do que a geração anterior e foi aprovada pelos laboratórios do FDA (Food and Drug Administration). “A terceira geração dessa tecnologia consegue eliminar o mesmo número de micro-organismos que a anterior em um tempo cinco vezes menor”, explica Cury, que também é membro do Qualindoor, Departamento Nacional de Qualidade do Ar Interno da ABRAVA (Associação Brasileira de Refrigeração, Ar Condicionado, Ventilação e Aquecimento).

A fita mini-led, desenvolvida para descontaminar os sistemas de mini-split, fancoletes, etc, locais onde a luz UV tradicional não atua, é considerada uma das maiores inovações porque possibilitará massificar a Luz UV nas residências brasileiras. Já o sistema de monitoramento contínuo dos parâmetros da qualidade do ar, desenvolvido em conjunto com a USP, faz a aferição precisa dos principais marcadores (partículas, CO2, CO, temperatura e compostos orgânicos voláteis) por um valor bem mais acessível que os concorrentes internacionais.

Marca reformulada – Durante a Febrava, a Ecoquest também apresentou sua nova identidade visual, elaborada pela agência Monq com a finalidade de elevá-la ao

mesmo nível de entrega da empresa. A nova marca também busca fortalecer a empresa como provedora de tecnologia e soluções para a qualidade do ar. A mudança é parte de uma estratégia maior, de aumento de market share. “É hora de aproveitar toda a confiança e credibilidade conquistadas para expandir”, explicou Cury.