Novas tecnologias para a limpeza e desinfecção de ambientes internos

Manter os locais de trabalho limpos envolve muito mais do que passar aspirador de pó nos tapetes e tirar canecas de café usadas no final do expediente.

Os padrões de higiene em escritórios nunca foram tão altos para reduzir a propagação de vírus – e novas abordagens envolvendo robôs, sensores e ferramentas modernas à serviço da limpeza estão cada vez mais sendo adotadas no setor de facilities.

Proprietários e empresas estão mais focados do que nunca em limpeza, qualidade do ar, distanciamento e soluções “touchless”. A desinfecção frequente e contínua e as estratégias de limpeza aprimoradas e certificadas estão na vanguarda.

Segundo um estudo da Avidbots, que viu a demanda por seus aspiradores robôs crescer 100% desde que a pandemia chegou à América do Norte, 80% das empresas consideram a limpeza sua principal preocupação ao gerenciar os riscos COVID-19 para funcionários, clientes e o público em geral.

A tecnologia de sensores que mede os níveis de ocupação de diferentes áreas do local de trabalho é outra área em franco crescimento.

A empresa Infogrid, por exemplo, coleta dados de minúsculos sensores de IoT presos a portas e mesas para relatar quais espaços foram usados ​​e quando precisam de limpeza. Em áreas muito usadas como banheiros, áreas de descanso e cozinhas, a tecnologia também pode ajudar a notificar as equipes de limpeza sobre qualquer coisa, desde a falta de sabão a um banheiro bloqueado.

E se até poucos meses atrás vivíamos a ascensão da tecnologia touchscreen, a pandemia chegou para impulsionar a era o touchless.

Uma pesquisa recente publicada pela britânica PaySafe (empresa especializada em plataformas de pagamentos), mostrou que 8 em cada 10 consumidores do Reino Unido já pensam em mudar a “forma como se envolvem publicamente com a tecnologia, tendo percebido que podem estar acelerando a propagação de vírus e micróbios potencialmente mortais”. O mesmo estudo mostra que quase dois terços (63%) dos consumidores britânicos pretendem utilizar no curto prazo qualquer tecnologia de pagamento touchless devido aos problemas virais. 

Em termos de facilities e ambientes internos em geral, comandos por voz e detecção de face tendem a substituir as interações com botões e catracas. A voice-interface (opções de no-touch ativadas por voz), ou a NFC (near field communication), que interage com a máquina por aproximação e não por toque são duas tecnologias que prometem crescer exponencialmente nos próximos anos, permitindo acessar elevadores, acender lâmpadas, abrir cortinas e portas, por exemplo, sem nenhuma interação física.

Desinfecção do Ar

Apesar de não serem uma novidade, as tecnologias de desinfecção do ar fazem parte desta revolução que estamos vivendo quanto aos serviços de limpeza de ambientes internos.

A aplicabilidade delas nesse momento é tamanha que não à toa se tornaram um dos principais recursos no combate à contaminação cruzada por covid-19.

Após diversos estudos comprovarem a disseminação aérea do sars-cov 2, mostrando que o vírus se espalha para outros ambientes através do sistema de ar condicionado central, tornou-se fundamental cuidar da qualidade do ar interno.

Dentre as tecnologias de desinfecção do ar estão a Luz UVC germicida e a Ionização Rádio Catalítica.

A luz UVC germicida age desinfectando o biofilme que se forma nos filtros e na serpentina do sistema do ar condicionado, impedindo que eventuais vírus e bactérias se espalhem para outros ambientes. Requer bastante atenção na manutenção e no manejo.

Já a Ionização Rádio Catalítica tem a vantagem de alcançar os agentes nocivos de forma muito mais rápida e ativa no próprio ambiente, impossibilitando que eles cheguem e se acumulem nos filtros. Outra grande vantagem da IRC é sua ecoeficiência, podendo contribuir para uma significativa economia de energia.

Após estudos realizados nos EUA comprovarem a eficácia da Ionização Rádio Catalítica na inativação do sars-cov 2, ela vem sendo amplamente adotada no mundo todo como principal tecnologia de prevenção, junto aos EPI´s obrigatórios e regras de distanciamento.

No Brasil, a Ecoquest é a única empresa a oferecer a tecnologia ActivePure, quinta geração de Ionização Rádio Catalítica, que obtém resultados muito mais eficazes que uma IRC comum.

Desenvolvida nos EUA e certificada pela Space Foundation, a tecnologia ActivePure é um processo natural de descontaminação através de oxidantes produzidos dentro do duto do ar condicionado, baseados em oxigênio e hidrogênio. O fluxo de ar transporta os oxidantes, distribuindo pelos difusores e tratando os ambientes atendidos pelo sistema de climatização.

Fontes:

https://www.businesswire.com/news/home/20200504005204/en/Over-Half-of-UK-Consumers-Have-Tried-a-New-Payment-Method-Since-the-Outbreak-of-COVID-19

https://www.cbc.ca/news/canada/kitchener-waterloo/kitchener-avidbots-robot-floor-cleaners-1.5547531