Ecoquest oferece ao mercado tecnologias contra os efeitos do mofo

No período do verão brasileiro, entre dezembro e meados de março, cresce a incidência de umidade ocasionada pelas altas temperaturas. Por consequência, aumenta também a ocorrência da proliferação de mofos, um fungo que evolui por meio de pequenas bactérias que circulam pelo ar, geralmente em locais fechados, com baixa luminosidade e ventilação.

Com aparência escura, as manchas geralmente se alojam em tetos, paredes, guarda-roupas, banheiros (em função do constante vapor de água do chuveiro), carpetes, armários, prateleiras, entre outros locais que reúnam condições para a sua proliferação. A exposição das pessoas a esses fungos é prejudicial à saúde, causando doenças respiratórias, como rinite, sinusite, espirros constantes, congestão nasal, coceira no nariz e nos olhos, impactando diretamente na qualidade de vida das pessoas.

De acordo com Henrique Cury, diretor da Ecoquest e membro atuante do Qualindoor, Departamento Nacional de Qualidade do Ar Interno da Associação Brasileira de Refrigeração, Ar Condicionado, Ventilação e Aquecimento (ABRAVA), quando nos deparamos com ambientes propícios ao crescimento de microorgnismos, ou seja, muito úmidos, como em propriedades situadas em regiões de mata, litoral, ou mesmo por conta da sazonalidade do clima, é necessário lançar mão de soluções tecnológicas avançadas para ajudar no processo de mitigação. “Após se instalar, o mofo acaba soltando esporos de fungos que prejudicam gravemente a saúde. Neste caso, as tecnologias de purificação fotocatalítica seriam a melhor opção para contribuir com a resolução do problema”, explica Cury.

O sistema de purificação RCI (Tecnologia de Purificação Fotocatalítica), uma das soluções oferecidas exclusivamente pela Ecoquest no Brasil, é instalado nos aparelhos de ar condicionado central dos prédios. Desenvolvida e patenteada pela NASA, reúne diversas tecnologias em um só sistema. Ao entrar em funcionamento, a luz ultravioleta germicida reage com água e a umidade ambiental, gerando espécies ativas de depuração sanitária no ar, baseadas no oxigênio e no hidrogênio, capazes de destruir os micro-organismos (bactérias, fungos, etc).

O resultado é percebido por sua eficácia e eficiência no processo, tanto que, além de fazer a limpeza do ar e das superfícies do ambiente, o sistema de depuração é sustentável e não oferece risco algum para a saúde humana, de animais ou mesmo de plantas. “O sistema de purificação RCI está presente em todas as máquinas de dutos e equipamentos portáteis presentes em nosso portfólio”, afirma Cury.

Serviço de alagamento

Infelizmente, grandes cidades também ficam suscetíveis a alagamentos nesta época do ano em função dos temporais. Quando há inundações, o processo de formação do mofo se agrava, tornando-se necessária a utilização de equipamentos mais potentes.

Para esses casos específicos, a Ecoquest possui serviço de descontaminação do ambiente por meio de máquinas potentes que liberam grandes quantidades de ozônio para eliminar os odores ocasionados pelo fungo. O mesmo procedimento se estende para carros que foram vítimas de enchentes. “Para realizarmos o trabalho de descontaminação com ozônio, o ambiente precisa estar totalmente desocupado. Isso porque, estamos falando de um elemento reativo tóxico capaz de causar problemas à saúde”, explica Cury.