Ecoquest renova contrato de exclusividade com a Aerus Holding

O diretor da Ecoquest Brasil, Henrique Cury, e o chairman e CEO da Aerus Holding, Joe Urso, assinaram, no dia 15 de maio, em Dallas, no Estado do Texas (EUA) a renovação do contrato para comercialização da linha de soluções para purificação e descontaminação do ar de ambientes internos com tecnologia desenvolvida pela NASA. O acordo garante à empresa brasileira exclusividade na distribuição pelos próximos dez anos. A meta é conquistar, em três anos, 90% do mercado brasileiro que envolve descontaminação fotocatalítica de sistemas de ar condicionado.

Não é à toa que o grupo norte-americano e a empresa brasileira estão de olho no mercado fotocatalítico brasileiro. De acordo com dados da Abrava (Associação Brasileira de Refrigeração, Ar Condicionado, Ventilação e Aquecimento), em 2018 o segmento de ar condicionado movimentou em torno de R$ 4,4 bilhões. Deste total, R$ 1,8 bilhão se refere aos sistemas de maior porte (ar condicionado central), instalados em grandes edifícios (prédios comerciais, hospitais, shoppings, etc). Este nicho, cuja previsão da mesma entidade é de crescimento de 10% até o final do ano, é o que interessa às empresas Ecoquest e Aerus.

O mercado em que a Ecoquest atua ganhou como aliada a Lei 13.589/2018, sancionada em 4 de janeiro do ano passado. Ela torna obrigatória a execução de um Plano de Manutenção, Operação e Controle (PMOC) de sistemas e aparelhos de ar condicionado em edifícios públicos e de uso coletivo. A lei se aplica também aos ambientes climatizados de uso restrito, que devem obedecer a regulamentos específicos como a norma NBR 7256. Essa obrigatoriedade deve contribuir para aumentar a procura por sistemas de descontaminação mais eficientes do ponto de vista da higienização e da economia de energia.

“O Brasil desempenha papel importante na América Latina e tem sido pioneiro na região. A Ecoquest, por sua vez, penetrou em diferentes segmentos do mercado e desenvolveu soluções utilizando nossa tecnologia que foram copiadas em países como Colômbia, Espanha, Polônia e até nos Estados Unidos, sendo modelo comercial para outros países. Acreditamos que no Brasil possamos chegar a 90% do mercado em tres anos”, afirmou Joe Urso, CEO da Aerus, grupo empresarial que fatura US$ 450 milhões por ano e atua em 70 países.

Ao trazer a tecnologia fornecida pela Aerus Holding, a Ecoquest procurou adaptar a linha de produtos de forma que ela pudesse atender aos mais diferentes segmentos. Dessa forma, a empresa brasileira passou a atender, com grande penetração, hospítais, restaurantes, shoppings, hotéis e escritórios comerciais. “Estamos juntos há 13 anos e a renovação do contrato de exclusividade nos garante uma grande vantagem tecnológica no mercado nacional, pois continuamos a ser os únicos autorizados a trabalhar com a tecnologia de ponta da Nasa neste segmento. Com toda a experiência que adquirimos nesses anos, nos sentimos preparados para atingir a meta desejada pelo nosso fornecedor, que é ter larga vantagem no nicho de purificação fotocatalítica de sistemas de ar condicionado”, afirma Henrique Cury.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>